Hospital da caridade

Ações disponíveis

Ações disponíveis ao leitor

Consultar no telemóvel

Código QR do registo

Partilhar

 

Hospital da caridade

Detalhes do registo

Informação não tratada arquivisticamente.

Nível de descrição

Subfundo   Subfundo

Código de referência

PT/SCMISMLG/MISMLG-HC

Tipo de título

Formal

Título

Hospital da caridade

Datas de produção

1880-03-29  a  1978-01-30 

Dimensão e suporte

24 cx.

Extensões

69 Livros
1171 Maços

História administrativa/biográfica/familiar

A ideia de construção de um Hospital da Caridade em Melgaço remonta a meados do século XIX. Foi lançada pelo Provedor Frei António Joaquim de Santa Isabel Monteiro em 1860, no entanto, demorou alguns anos a germinar. O terreno, para edificação do tão desejado Hospital viria finalmente a ser doado, pelo Ministério da Guerra, em 1872.Para a sua construção e atendendo aos escassos recursos destinados à mesma, foi concedida à mesa da Santa Casa da Misericórdia, por Portaria de 6 de agosto de 1863 do governo, a concessão da pedra de uma parte da antiga e arruinada muralha do castelo.Decorridos alguns anos, durante os quais a referida irmandade, coadjuvada por uma comissão expressamente nomeada para promover a realização de tão útil melhoramento, conseguiu das irmandades e confrarias do concelho, a aplicação de parte dos seus rendimentos para a sustentação do projetado hospital.Impulsionada pelo notável José Cândido Gomes d'Abreu e graças às verbas concedidas por alguns benfeitores, a primeira pedra terá sido lançada 1876.O Hospital da Caridade tornou-se uma realidade em 1892 e desde então, exerceu para além das funções de solidariedade social uma atividade hospitalar relevante, até 1976, data em que o Estado entrou na posse do referido Hospital.

Fonte imediata de aquisição ou transferência

Contrato de depósito assinado em 09-06-2017

Âmbito e conteúdo

Contêm inventário dos bens, inscrição e processos de doentes, receituário da enfermaria das mulheres, banco do hospital bem como uma grande coleção de bibliografia sobre assuntos de medicina

Sistema de organização

Organizado por séries e subséries e ordenado cronologicamente dentro das mesmas

Condições de acesso

Comunicável, com exceção dos dados nominativos, que apenas poderão ser comunicados ao titular dos dados, a terceiros desde que autorizados pelo titular ou por quem demonstre ser titular de um interesse legítimo. Poderão ainda, ser comunicados os dados nominativos, decorridos 30 anos sobre a data da morte das pessoas a que dizem respeito os documentos, ou não sendo conhecida, decorridos 40 anos sobre a data do documento, mas não antes de terem decorridos 10 anos sobre o momento do conhecimento da morte. (conf. art.º 17.º n.º 2.º alíneas a) e b) do Regime Geral dos Arquivo e do Património Arquivístico, na redação atual)

Condições de reprodução

Encontram-se definidas no regulamento interno que prevê algumas restrições tendo em conta o estado de conservação ou o fim a que se destina a reprodução dos documentos. Os pedidos serão analisados caso a caso, de acordo com as normas que regulam os direitos de propriedade e a legislação sobre direitos de autor e direitos conexos. Toda a documentação reproduzida terá que mencionar a propriedade " Santa Casa da Misericórdia"

Instrumentos de pesquisa

ARQUIVO MUNICIPAL DE MELGAÇO - [Base de dados de descrição arquivística]. [Em linha]. Melgaço, 2017. Disponível no Sítio Web. Em atualização.